Brasil

União Brasil e Pros sinalizam aliança e criam fato novo com potencial para mudar os rumos da eleição 2022

Juntos, os dois partidos formam superbancada no Congresso e ampliam tempo de tv e Fundão

 

 

Um encontro, realizado ontem à noite em Brasília, pode desencadear fato novo com potencial para alterar o cenário das eleições 2022. Os dois principais personagem dessa agenda – os pré-candidatos à Presidência da República do Pros, Pablo Marçal, e do União Brasil, Luciano Bivar – sinalizaram em suas redes sociais, através de postagens com surpreendente similaridade, que agora vão caminhar juntos e a aliança é iminente.

 

“Esse aperto de mão vai mudar a história da eleição. Temos muitas coisas em comum e uma delas agora é o imposto único. Vamos aposentar o Lula e o Bolsonaro”, postaram Marçal e Bivar.

 

 

O encontro ocorreu na sede do União Brasil e, segundo revelaram depois, a “empatia foi imediata”.
Juntos, Pros e União Brasil criam superbancada no Congresso, agregam tempo de TV e cotas do Fundão, amplificando a capacidade de exposição de ideias e financiamento de campanhas.

 

 

O União Brasil tem 82 parlamentares na Câmara Federal e oito senadores. Já o Pros tem sete deputados e um senador.
Foi o primeiro de uma série de encontros já programados e da reunião Pablo Marçal saiu anunciando sua adesão a uma proposta que Bivar defende há 12 anos, o imposto único, além da disposição de “aposentar” os pré-candidatos Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL).

 

PROS

 

O pré-candidato do Pros ainda mantém conversas com mais 14 partidos, empenhado em formar um arco inédito de aliança para a disputa da Presidência.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp