Brasil

Ministros do STF reagem à nota de Aras e temem golpe de Bolsonaro

247 – Ministros do Supremo Tribunal Federal ouvidos pela jornalista <span;>Andréia Sadi<span;>,  nesta quarta-feira (20) reagiram com preocupação e espanto<span;> à nota do procurador-geral da República, Augusto Aras<span;>, em que sinaliza a possibilidade de decretação do Estado de Defesa, o que representaria, na prática, o golpe de Estado <span;>antecipado por Jair Bolsonaro<span;> com sua declaração de que as Forças Armadas decidem se o país terá democracia ou ditadura.

Previsto na Constituição, o estado de defesa pode ser decretado pelo presidente da República quando há necessidade de restabelecer a “ordem púbica e a paz social” se estas são ameaçadas “por grave e iminente instabilidade institucional ou atingidas por calamidades de grandes proporções na natureza”. Com Bolsonaro na Presidência, será  fim da democracia no Brasil.

O ministro Marco Aurélio Mello disse “não ver com bons olhos” o movimento de quem precisa ser visto como fiscal da lei, referindo-se ao Ministério


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp