Política

Alerj aprova continuidade do impeachment de Wilson Witzel

Foram 69 votos a favor da continuidade do processo. O único deputado que não votou está licenciado com Covid-19.

23/09/2020


Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel

BRASIL 247 – A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou na noite desta quarta-feira (23), a continuidade do processo de impeachment do governador afastado Wilson Witzel (PSC).

Foram 69 votos a favor da continuidade do processo. O único deputado que não votou está licenciado com Covid-19.

Segundo o rito do processo, a partir de agora, o caso vai para um Tribunal Misto, que é formado por cinco deputados e cinco desembargadores do Tribunal de Justiça do Rio, onde Witzel será julgado.

O tribunal vai decidir inicialmente se Witzel deve ser afastado do cargo, apesar do governador já se encontrar afastado por decisão do Superior Tribunal de Justiça. Depois, a corte decidirá se ele cometeu crime de responsabilidade e se deve perder os direitos políticos.

Wilson Witzel é acusado de improbidade administrativa e mau uso do dinheiro público na Saúde em meio à pandemia do coronavírus. Ele é acusado de receber propina das empresas ligadas ao esquema através de contratos falsos firmados com o escritório da primeira-dama Helena Witzel. O governador afastado, que nega as acusações, teria recebido pelo menos R$ 554,2 mil.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.