Nordeste

Autoridades do Executivo, Legislativo e Judiciário no Maranhão lamentam morte de Sálvio Dino, pai do governador Flávio Dino

Sálvio Dino tinha 88 anos e estava em tratamento contra a Covid-19 no Hospital Carlos Macieira, em São Luís.

24/08/2020


Pai do governador Flávio Dino morre vítima da Covid-19 em São Luís — Foto: Divulgação/Alema

G1 - PI

Políticos, personalidades e instituições lamentaram nesta segunda-feira (24), a morte de Sálvio Dino, pai de Flávio Dino, governador do Maranhão, que faleceu vítima do novo coronavírus (Covid-19). Ele tinha 88 anos e estava em tratamento na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Carlos Macieira, em São Luís.

Nas redes sociais, o próprio governador lamentou a morte do pai. “Na quinta-feira, eu e meu pai recitamos juntos Gonçalves Dias. Hoje ele morreu, aos 88 anos, vítima de coronavírus”, publicou Flávio Dino.

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, decretou luto oficial de três dias na capital. “Não há palavras que possam amenizar a dor neste momento de profunda tristeza, mas rogamos a Deus conforto e consolo a todos os familiares e amigos. Em memória de Sálvio Dino, decreto luto oficial por três dias em São Luís”, publicou nas redes sociais.

O ex-presidente da República, José Sarney, também publicou nota de pesar. “O Maranhão acaba de ter uma grande perda com a morte de Sálvio Dino. Meu amigo da vida inteira, militamos juntos na política e na literatura e fomos confrades na Academia Maranhense de Letras. Lamento profundamente seu falecimento. Era um escritor que deixou uma marca na literatura sobre o sertão do Maranhão com livros que são referências”, publicou.

“Foi uma liderança marcante e consagrada no sul do Maranhão, notadamente em Imperatriz e João Lisboa. Deputado, secretário de Estado, prestou relevantes serviços. Desde o início de nossas vidas nos integramos em campanhas memoráveis de nossa geração, que marcou época no Estado. Associo-me à dor da família, marcadamente seus filhos, entre os quais quero destacar Sua Excelência o Governador do Estado, Doutor Flávio Dino, e na sua pessoa quero transmitir o meu pesar a todos os seus”, completou Sarney.

O Ministério Público do Maranhão também emitiu nota oficial sobre o assunto. “Membro da Academia Maranhense de Letras, Sálvio Dino deixa um legado literário, com 13 obras publicadas, e na política, na qual teve mandatos de vereador, deputado estadual e prefeito do município de João Lisboa”, diz a nota.

A Ordem dos Advogados do Brasil no Maranhão foi outro órgão que lamentou publicamente a morte do ex-advogado. “A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Maranhão (OAB/MA), solidariza-se com a classe advocatícia, os familiares, em especial aos seus filhos, o também advogado Sálvio Dino de Castro e Costa Junior, o vice-procurador-geral eleitoral do Brasil, Nicolao Dino, o Governador do Maranhão, Flávio Dino, e amigos pelo falecimento do advogado e escritor Sálvio Jesus de Castro e Costa (OAB/MA 360)”, diz parte da nota.

A ex-governadora Roseana Sarney também usou as redes sociais para lamentar a perda de Sálvio Dino. “Notícia muito triste hoje cedo. Perdi um grande amigo, político com mandatos de deputado estadual, prefeito do município de João Lisboa, e que exerceu vários cargos no meu governo, com competência e dignidade – Consultor Jurídico e Assessor Especial. Intelectual reconhecido, foi membro da Academia Maranhense de Letras e das academias de Imperatriz, João Lisboa e Grajaú. Aos seus familiares, presto a minha solidariedade e conforto”, publicou Roseana.

O desembargador Lourival Serejo, presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, também publicou nota “desejando conforto e serenidade em momento tão difícil de imensurável perda, prestando condolências e expressando os mais sinceros pêsames”.

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Othelino Neto, usou uma rede social para registrar o pesar pela morte do ex-deputado. “Sálvio Dino foi o advogado de minha família, quando do covarde assassinato do jornalista Othelino Nova Alves, em 1967. Mesmo muito pressionado – e até ameaçado – para desistir de causa, compareceu à sessão do juri, atuou como auxiliar de acusação e fez um emocionante pronunciamento”, publicou.

A senadora Eliziane Gama também lamentou a morte de Sálvio Dino. “Momento de muita tristeza por causa da morte do ex-deputado Sálvio Dino. Ele cumpriu sua missão e dedicou sua vida ao Maranhão. Sabemos o quanto amava e tinha orgulho do seu filho Flávio Dino e da familia. Que Jesus conforte os corações nesse momento de dor”, escreveu.

Carreira política

Sálvio Dino era advogado e também atuou na política do Maranhão. Membro da Academia Maranhense de Letras, foi deputado estadual nos período de 1963 a 1968 e de 1975 a 1979.

Ele também foi prefeito do município de João Lisboa em 1988 e, em 1996, se elegeu para o segundo mandato na cidade.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.