Política

Ciro estrutura campanha à Presidência, revela conhecimento de causa, bate duro em Bolsonaro e se afasta do Petismo, diz WS

27/07/2020


Ciro Gomes mantém projeto de candidatura longe do petismo com projeto ambicioso e língua solta; ele condena separatismo que adota

A entrevista do presidenciável Ciro Gomes no programa “Conexão Master”, ancorada pelo apresentador Alex Filho e por um grupo capaz de entrevistadores nesta segunda-feira (27), direto de Fortaleza, apresentou um líder político abastecido de muitas informações sobre os principais assuntos prioritários da sociedade brasileira em meio à conjuntura internacional e, mais uma vez, se fez ser considerado tratado como pré-candidato do PDT à presidência da República em 2022.

Ciro Gomes deixou evidente sua posição definitiva de distanciar-se do petismo e do ex-presidente Lula, acenando com o universo evangélico em crescimento na sociedade e até o DEM em Salvador, jogando duro contra o PT atribuindo-lhe a condição de quadrilha por ter convivido com líderes flagrados em atos aéticos.

Ao agir assim, sem que se aperceba seu discurso de dizer estar além do confronto Direita e Esquerda (PT e Bolsonaro), ele busca nova conjuntura política no País, alimentando e sendo razão da lógica separatista na relação partidária, e não o contrário. Ele definitivamente divide a Esquerda.

LÍNGUA SOLTA

Em vários momentos da entrevista, sempre demonstrando estar preparado e cercado com equipe de centenas de estudiosos no País para apontar alternativas à sociedade, nem por estar e ser bem informado, ele deixou de atacar, por exemplo, o presidente Jair Bolsonaro à quem acusou de estimular genocídio no País com a postura conhecida na COVID-19 a ser condenado na Corte Internacional de Haia.

Ciro acusou Bolsonaro de ter sido bancado de ter recebido dinheiro de Caixa 2 na campanha e, por muito tempo, no Rio de Janeiro promoveu “rachadinha” com a filha de Queiroz quando deputado federal em cujo mandato até roubo de gasolina havia. É esta mesma lógica do senador Flávio Bolsonaro.

AMPLA ABORDAGEM

O ex-ministro da Fazenda revelou que se afastou do segundo turno, mas voltou para votar em Haddad, entretanto, em seu projeto de recomposição critica e de apresentação de um grande projeto nacional, não há espaços para convivência com o petismo.

Trocando em miúdos, a ótima entrevista de Ciro Gomes deve ter impactado indecisos, mas com seu estilo de língua solta lhe faz autêntico deixando muitos ressabiados, mesmo com sua inteligência admirável.

CANDIDATO EM JOÃO PESSOA

Ele revelou que o projeto de sua candidatura passa por lançar candidatos nas Capitais, inclusive João Pessoa. Ciro confirmou articulação de Carlos Lupi com Damião Feliciano na capital.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.