Política

‘Enquanto não vierem com solução melhor, prefiro esse imposto de merda’, diz Guedes sobre nova CPMF

17/10/2020


Na imagem o ministro da Economia Paulo Guedes

Revista Nordeste

O ministro da Economia Paulo Guedes afirmou nessa sexta-feira (16) que não abandonou a ideia de criar um imposto sobre transações. Segundo ele, enquanto não houver uma solução para desonerar a folha, é melhor “esse imposto de merda”, fazendo referência a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

“Temos que desonerar o custo do trabalho. Enquanto as pessoas não vierem com uma solução melhor, eu prefiro esse imposto de merda”, disse em evento virtual promovido pela XP Investimentos.

De acordo com Guedes, esse imposto só está sendo planejado para substituir os que são aplicados sobre os salários que empresas pagam a empregados.

Também na transmissão ao vivo para o mercado financeiro, ministro disse que governo pode abandonar o novo programa social, Renda Cidadã, caso seja necessário ultrapassar o teto de gastos públicos para mantê-lo.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.