Pernambuco

Ex-marido de dentista é indiciado por feminicídio por morte com asfixia, em Recife

O ex-marido de Emelly Nayane da Silva Ribeiro, morta no dia 22 de fevereiro, em Paulista, no Grande Recife, foi indiciado por feminicídio qualificado pelo emprego de asfixia. O inquérito da Polícia Civil sobre o caso foi concluído nesta segunda-feira (8).

Por meio de nota, a corporação informou que o inquérito vai ser encaminhado ao Ministério Público de Pernambuco. Procurado pelo G1, o advogado Graziano Silva, que defende Lívio Quirino de Oliveira Neto, ex-marido da vítima, disse que vai se pronunciar quando tiver acesso ao relatório da Polícia Civil.

Emelly tinha 24 anos e, mesmo sendo socorrida a um hospital, não resistiu aos ferimentos. O caso foi tratado inicialmente pelos investigadores como “morte a esclarecer”, mas parentes da dentista disseram que ela foi morta pelo ex-marido.

Após o crime, peritos do Instituto de Criminalística (IC) realizaram uma perícia no apartamento dele e encontraram indícios de que houve luta no local.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp