Governo do Ceará lança Atlas Eólico e Solar e anuncia edital com R$ 11 milhões para projetos de inovação

14/12/2019


 

O setor de energias renováveis cearense acaba de ganhar mais um estímulo para atrair investimentos e gerar mais emprego e renda. Nesta sexta-feira (13), o governador do Ceará, Camilo Santana, e o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), Ricardo Cavalcante, lançaram o Atlas Eólico e Solar do Ceará, durante evento realizado na Casa da Indústria.

Na ocasião, o governador também lançou o edital Funcap – Inovafit Fase 2/2019, que vai destinar R$ 11 milhões para projetos de desenvolvimento de produtos e processos inovadores em áreas prioritárias para o Estado.

Único atlas híbrido do Brasil, o trabalho é fruto de uma parceria entre a Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), FIEC e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e atende uma demanda da Câmara Setorial de Energias Renováveis da Adece. O Atlas conta com informações técnicas direcionadas a profissionais do setor, identificando áreas com potencial para investir.

O documento está disponível nas versões inglês e português, de forma impressa e online, além de um aplicativo interativo desenvolvido pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

A concepção do projeto contou com investimento de R$ 1,4 milhão, sendo R$ 800 mil da Adece, R$ 300 mil do Sebrae e R$ 300 mil de contrapartida econômica da FIEC. Executado pela Camargo Schubert, consultoria mais experiente do mundo em projetos de parques eólicos, com participação da UL Truepower, o trabalho passou pela colaboração da Secretaria da Infraestrutura do Estado, alinhada pela Plataforma Ceará 2050.

“O investidor poderá fazer simulações em uma ferramenta interativa. Isso vai permitir mais velocidade. Vai permitir que possamos trazer mais rápido investidores para o Ceará”, anunciou Camilo Santana.

O governador relembrou ainda o lançamento do Ceará Veloz, plataforma para acelerar o desenvolvimento econômico do Estado. “Precisamos fazer com que o Ceará cresça mais rápido e gere mais oportunidades”, completou.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.