Piauí

Governo do Estado publica edital para concurso da Polícia Militar do Piauí

O governador Wellington Dias autorizou, nesta terça-feira (1º), a realização do concurso público da Polícia Militar do Piauí, com a oferta de 690 vagas. O certame ficará sob responsabilidade da Secretaria de Estado da Administração e Previdência (SeadPrev) e do Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe), objetivando o ingresso em curso de formação de 650 soldados e 40 oficiais.

 

O edital será publicado ainda nesta terça-feira, com todos os critérios a serem obedecidos para concorrer ao concurso. O comandante-geral da Polícia Militar do Piauí, coronel Lindomar Castilho, comemorou a autorização e publicação do edital e detalhou sobre as vagas oferecidas. “É um edital muito esperado, desde a autorização deste concurso, no ano passado. De lá para cá temos trabalhado de forma incansável e agora, finalmente, o governador vai assinar e anunciar esse edital. São 650 vagas para o cargo de praça, iniciando como soldado, e 40 vagas para o cargo de oficial, que inicia como tenente. Então, são 690 policiais, que serão lotados em todo o território piauiense e os critérios para concorrer estão todos no edital. São cinco etapas durante todo o processo de seleção e depois iniciarão a formação: praça, serão seis meses de curso e oficial são dois anos”, ressaltou o comandante.

 

O chefe do Executivo piauiense frisou a estratégia de ter um efetivo mínimo necessário em todos os municípios do estado. “No Piauí, a segurança continua como prioridade e, é claro, trabalhamos com equipamento, tecnologias avançadas, mas é o ser humano, tanto na área civil quanto na área militar, que faz a diferença. Na estratégia que temos no Estado, a Polícia Militar é aquela que está presente em todos os municípios e por essa razão, estamos lançando esse edital para 690 vagas para que as pessoas possam se preparar e contribuir com a segurança do Piauí”, declarou Wellington Dias.

 

Segundo o secretário de Estado da Segurança Pública, coronel Rubens Pereira, a maioria dos policiais aprovados no concurso irão para o interior do Estado. “A maioria deles vai para o interior do estado, onde irão fortalecer os quadros da PM e a população, certamente, vai perceber essa diferença. Isso está sendo feito de forma planejada, de acordo com a capacidade financeira do Estado, como fizemos no início do ano com a nomeação de delegados agentes e peritos. Então, é mais uma medida que o Governo do Estado está adotando para essa política necessária de apoio à Segurança Pública”, disse o gestor.

 

Rafael Fonteles, secretário de Estado da Fazenda e coordenador-geral do PRO Piauí, destacou que a realização do concurso está sendo possível devido ao planejamento financeiro do Governo do Estado. “O dever de casa que fizemos, lá atrás, possibilita agora ao Estado ter condições, dentro da legislação, abrir esse concurso e ter mais servidores na Polícia Militar, atingindo uma meta importante, que nos 224 municípios do Piauí tenha um efetivo mínimo que garanta a segurança pública. O Governo do Estado, por meio do PRO Segurança, tem investido em chamar esses homens e mulheres para compor o quadro da PM, mas também na compra de equipamentos, em tecnologia, reforma e viaturas novas”, afirmou.

 

O deputado federal Fábio Abreu reiterou a ideia de que o concurso possibilitará que tenha equipes da PM nos 224 municípios do Piauí. “Sei da importância e do planejamento que foi feito. É graças a isso que este concurso está sendo autorizado, dentro da realidade do Estado e do que é possível. A ideia é perfeita, no sentido de ter, em cada município, a quantidade mínima necessária para que o policiamento consiga atuar”, disse o parlamentar.

 

Segundo o deputado estadual Carlos Augusto, os novos policiais irão agregar nas operações da PM. “Não tenho nenhuma dúvida que será importante para o dia a dia das operações, do trabalho desenvolvido pela Polícia Militar do Piauí nos 224 municípios. Espero que as próximas fases desse concurso ocorram o mais rapidamente possível, pois estamos necessitando desse reforço. Então, parabenizo o governador, o comandante Lindomar e o secretário Rubens, porque mesmo em um momento de tanta dificuldade, estamos atendendo a demanda principal da população que é a segurança pública”, disse.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp