Brasil

Haddad reforça a defesa do impeachment de Bolsonaro e diz que não há UTI para a democracia

Haddad contesta essa postura da elite brasileira, que atinge até setores do campo progressista.

21/04/2020


BRASIL 247 – O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, que também disputou a eleição presidencial de 2018, voltou a reforçar sua defesa do impeachment de Jair Bolsonaro, que, segundo os editoriais de hoje do Globo, do Estado e da Folha, pretende implantar uma ditadura no Brasil, mas poderá ser contido pelas instituições.

Haddad contesta essa postura da elite brasileira, que atinge até setores do campo progressista.
“Erro gravíssimo desdenhar ou minimizar ataques à democracia por parte de quem ocupa a presidência da República. Quando o verme do autoritarismo se instala, não há respirador que supra o ar que faltará. Não há UTI para a democracia”, afirmou ele em seu twitter.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.