Justiça do Rio mantém preso acusado de matar Marielle negando soltura

04/05/2019


Por Douglas Corrêa – Repórter da Agência Brasil

A Justiça do Rio de Janeiro negou o pedido de relaxamento da prisão do ex-policial militar Élcio Queiroz, um dos acusados de participação na morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, crime ocorrido no dia 14 de março do ano passado, no bairro do Estácio. O pedido de habeas corpus foi negado pelo juízo da 4ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça.

O autor dos disparos é exímio atirador, segundo a perícia técnica, porque, com os dois carros em movimento, conseguiu atingir 4 tiros na cabeça da vereadora


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.