Nordeste

Outdoors pró-Bolsonaro se espalham pelo Recife e oposição critica: ‘absurdo daqueles que apoiam o genocídio’

A campanha publicitária é financiada pelos apoiadores do presidente no Estado ligados aos grupos Resgata Brasil, Direita Livre Brasil, Liberta Pernambuco e Liberta Brasil.

27/07/2020


Imagem reprodução

Desde o último sábado (25) a cidade do Recife e região metropolitana se deparam com uma grande quantidade de outdoors com mensagens de apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) enaltecendo as ações do Governo Federal para impulsionar a economia, trazer água para o Estado ou no combate à Covid-19. A campanha publicitária é financiada pelos apoiadores do presidente no Estado ligados aos grupos Resgata Brasil, Direita Livre Brasil, Liberta Pernambuco e Liberta Brasil.

A iniciativa partiu das redes sociais e conclama a militância bolsonarista de Pernambuco a lutar contra o “comunismo instalado no Estado há mais de 25 anos”, numa referência a gestão do PSB. “Hoje somos 135 pernambucanos engajados na campanha dos outdoors. Precisamos chegar a 300 pernambucanos”, diz Fernando Caldas, ligado ao Resgata Brasil.

Oposição crítica

O senador de Pernambuco Humberto Costa (PT), líder da Oposição no Senado, afirmou que que é ‘absurdo’ a cidade conviver com outdoors que enaltecem um presidente que se fez ‘inerte’ no maior ‘genocídio’ que o Brasil viveu, em referência as mortes pela Covid-19 e iniciativas, segundo ele, falhas no combate à doença.

“Espalharam alguns outdoors aqui no Recife afirmando que Bolsonaro salvou a economia no ‘pós-pandemia’. É mais um absurdo daqueles que apoiam esse genocídio. A pandemia não acabou! Bolsonaro entregou o país a COVID-19. Perdemos 80 mil pessoas. Isso é crime e deveria ser retirado”, criticou Humberto.

Já o deputado federal, também pernambucano, Túlio Gadelha (PDT) afirmou que a iniciativa trata-se de um cerco para tentar ‘abafar’ as fake news vem se fechando nas redes sociais, com isso, bolsonaristas resolveram usar outdoors.

“Vamos seguir o rastro do dinheiro e investigar quem financia tudo isso. Será que os financiadores já receberam alguma contrapartida ($) do governo federal? Hum… Em breve saberemos! #fakenews“, afirmou ele.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.