Brasil

Presidente da FUNDAJ alerta para Brasil manter programas sociais e evitar caos; ele lembra gravidade social nos EUA

02/06/2020


Por Walter Santos

O presidente da Fundação Joaquim Nabuco, Antônio Campos, alertou em entrevista na Revista NORDESTE que, “os fatos nos Estados Unidos são um alerta ao Brasil”, por isso adverte para a necessidade de se “assegurar os planos sociais e gerar emprego e renda e sobreviver ao caos, que temos que evitar”.

Ele revelou um desconforto: “não consigo respirar”, disse lembrando que “é uma das expressões que definem esse desafiador contemporâneo. Existe um mal estar dos desiguais, moldura maior, da relevante questão racial que foi um gatilho”.

Ele admite que “ talvez a maior desordem seja não compreender esse brado de revolta”.

– Milhões de americanos não têm seguro desemprego e não há serviço público de saúde nacional. Diante da revolta exige que exista um plano emergencial que minimize esse sofrimento, distensionando”.

Para ele, “os Estados Unidos não merecem uma pré guerra civil, em pleno século 21. Os fatos nos Estados Unidos são um alerta ao Brasil. Assegurar os planos sociais e gerar emprego e renda e sobreviver ao caos, que temos que evitar.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.