Paraíba

Suspeito de matar modelo Lorrayne Silva chega à Paraíba

O suspeito de assassinar a modelo Lorrayne Silva, chegou a Paraíba na manhã desta quarta-feira (23). A Polícia fez a transferência de Kennedy Ramon Alves Linhares, 32 anos, após o mesmo ser preso no Estado da Bahia. Ele foi apresentado à Central de Flagrantes da Polícia Civil, no bairro do Geisel, onde passará por exames de corpo de delito.

Segundo informações do delegado João Paulo Amazonas, o suspeito tem já extensa ficha criminal, incluindo crimes contra a mulher. “O Kennedy tem um histórico criminoso contra mulheres, foi preso em flagrante. Já teve sentença condenatória por crimes da mesma natureza. Preso por porte ilegal de arma de fogo, investigado por associação ao tráfico de drogas”, declarou.

Sobre o caso, segundo a Delegacia de Núcleo de Repressão Qualificada de Santa Rita, Lorrayne Silva estava em Goiânia e tinha a intenção de passar as festas de fim de ano com a família em João Pessoa. Nessa viagem, um dos planos da modelo seria também se submeter a um procedimento estético. Ela estava trazendo, de acordo com a investigação, uma quantia de R$ 8 mil para custear essa cirurgia.

Apesar de ter terminado o relacionamento com Keneddy Ramon Alves Linhares, de 32 anos, há cerca de um mês, Lorrayne Silva mantinha contato com ele. O ex-namorado foi o responsável por buscar a jovem no aeroporto. Após isso, foram até uma casa de veraneio na cidade de Lucena, no Litoral Norte paraibano.

Segundo a Polícia Civil da Bahia, ele confessou que matou a modelo estrangulada durante uma briga. Lourrayne Silva, de 19 anos, foi encontrada morta no domingo (20), em um matagal que fica debaixo da ponte da rodovia federal BR-230, no Distrito de Café do Vento, na Paraíba.

*WSCOM


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp