Internacional

Alto funcionário talibã é morto em ataque a hospital militar de Cabul

Por RTP – Cabul

O chefe das forças militares talibãs em Cabul, Hamdullah Mokhlis, foi uma das vítimas do ataque do grupo Estado Islâmico ao hospital militar na capital afegã.

 

Mokhlis, membro da rede Haqqani, descrita pelos Estados Unidos como um grupo terrorista, e das forças especiais talibãs conhecidas como Badri 313, foi o mais alto oficial talibã morto desde que os islamistas tomaram o poder no Afeganistão, em meados de agosto.

 

“Quando recebemos a informação de que o hospital estava sob ataque, Maulvi Hamdullah, o comandante do corpo militar de Cabul, correu imediatamente para o local”, disse um oficial de comunicações talibã.

 

“Tentámos impedi-lo, mas ele riu. Mais tarde ficamos sabendo que ele morreu nos confrontos no hospital”, acrescentou.

 

Pelo menos 19 pessoas foram mortas e 50 feridas nessa terça-feira (2), em um ataque ao Hospital Sardar Mohammad Dawood Khan, o maior hospital militar do país, reivindicado pelo ramo afegão (EI-K) do Estado Islâmico.

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp