Pernambuco

Após ação da Polícia Federal, movimento Ocupe Estelita faz ato no Recife

O movimento Ocupe Estelita, que se opõe à construção de edifícios e áreas comerciais no Cais José Estelita, promove protesto no fim desta tarde (1º) no Recife. Os manifestantes pedem que a prefeitura cancele o projeto e mantenha as edificações históricas do local.

O evento ocorre um dia após a Polícia Federal desencadear a Operação Lance Final e cumprir mandados de busca e apreensão na sede do consórcio Novo Recife, responsável pelo projeto, e na empresa que promoveu o leilão do terreno, localizada em São Paulo.

As investigações apontam para possível fraude ao caráter competitivo no leilão, feito em outubro de 2008. Segundo a Polícia Federal, o consórcio conseguiu arrematar o terreno a um valor inferior ao preço de mercado – cerca de R$ 10 milhões a menos, em valores da época.

A operação verifica também se há outros crimes associados, como tráfico de influência e corrupção ativa e passiva. A Polícia Federal solicitou à Justiça o sequestro do terreno como forma de garantir o ressarcimento do prejuízo.

Em nota publicada hoje em seu blog, o consórcio Novo Recife afirma que o leilão de venda do terreno do Cais José Estelita foi legítimo e “exaustivamente examinado em diversas instâncias no âmbito judicial e administrativo”, sem serem encontradas irregularidades. O grupo diz que o valor pago foi “superior ao mínimo determinado pelo edital do leilão”. 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp