Bahia

Chuva e ventania causam prejuízos em Salvador

Vários pontos da cidade estão alagados e a Defesa Civil (Codesal) registrou 26 ocorrências, desde árvores caídas a destelhamento, até as 8h desta manhã.

 

A chuva forte e a ventania que atingem Salvador desde a madrugada de quarta-feira (3) causam diversos prejuízos aos moradores. Vários pontos da cidade estão alagados e a Defesa Civil (Codesal) registrou 26 ocorrências, desde árvores caídas a destelhamento, até as 8h desta manhã.

No bairro do Stiep, uma cratera se abriu na pista, com a força da chuva, na Rua Rodolpho Coelho Cavalcante. O motorista de uma van caiu em um buraco ainda na madrugada. O veículo só foi removido do local já durante a manhã, pela Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador). 

 

“Eu estava a caminho de uma empresa para fazer a entrega de funcionários nas suas residências. Aí, no meio do percurso, por volta das 2h30, houve esse acidente. Eu estava trabalhando e descendo a rua o asfalto cedeu”, contou o motorista.

Já no bairro do Imbuí, uma árvore caiu na entrada de um condomínio. Apesar do susto, ninguém ficou ferido. A Secretaria de Manutenção da Cidade (Seman) foi acionada e uma equipe foi para o local, fazer a remoção da árvore.

 

Na descida da Ladeira da Fonte, região de Nazaré, a via ficou tomada por alagamento. Motoristas tiveram dificuldades para passar no local, por causa do nível da água. Com isso, o tráfego ficou lento e houve congestionamento.

 

Já na Praça Castro Alves, na região do Centro Histórico da capital, a ventania derrubou tapumes que circulavam uma área que está em obras. Durante a madrugada, as rajadas de vento chegaram a 60 km/h. 

 

No Subúrbio Ferroviário, na Rua Antônio Balbino, em Plataforma, um imóvel foi destelhado por causa da ventania. Parte da telha ficou presa na fiação elétrica e outra parte ficou caída na calçada. Não há registro de feridos.

 

Na região marítima da Feira de São Joaquim, um barco ficou preso nas pedras por causa da ventania. A embarcação ficou encalhada na costa e parte dela ficou danificada.

 

Na Barra, na Rua Marquês de Leão, o vento também derrubou uma árvore em cima da fiação elétrica. Equipes da Seman também foram ao local para fazer a poda dos galhos e a remoção. A energia não precisou ser suspensa no local.

A previsão para esta quarta-feira é de muitas pancadas de chuva e trovoadas em Salvador, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A capital baiana está entre duas áreas de potencial perigo e perigo, sinalizadas pelo instituto.

Durante todo o dia e a noite, o dia se manterá nublado e chuvoso. As rajadas de vento seguem moderadas e as temperaturas ficam entre 22º e 27º. A instabilidade deve se manter na quinta-feira (4).

De acordo com a Codesal, a instabilidade no clima é causada pela chegada da Zona de Convergência do Atlântico Sul, que produz grandes volumes de chuva. Esse fenômeno está associado também a um sistema de frente fria que gera trovoadas e rajadas de vento, com riscos para alagamentos e deslizamentos de terra.

A Codesal, que integra a categoria de serviços essenciais do município, permanece de plantão 24 horas atendendo às solicitações pelo telefone gratuito 199.

 

g1ba

 

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp