Brasil

Dez ministros e seis governadores deixam os postos para concorrer nas eleições

247 – Um total de dez ministros deixou seus cargos até essa quinta-feira (31) para concorrer nas eleições de outubro. O general Walter Braga Netto deixou a Defesa, pois é cotado para ser vice de Jair Bolsonaro (PL). Damares Alves saiu do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, mas ainda não sabe qual cargo disputará. As informações foram publicadas pelo portal G1.

Gilson Machado saiu do Turismo. Ele é pré-candidato a senador do PL em Pernambuco. Flávia Arruda deixou a Secretaria de Governo. Ela é pré-candidata a senadora pelo PL no Distrito Federal.

João Roma saiu do Ministério da Cidadania. O agora ex-ministro é pré-candidato a governador da Bahia pelo PL. Marcos Pontos deixou a Ciência, Tecnologia e Inovações por ser pré-candidato a deputado federal pelo PL em São Paulo.

Rogério Marinho saiu da pasta do Desenvolvimento Regional. Ele é pré-candidato a senador pelo PL no Rio Grande do Norte. Tarcísio Gomes de Freitas deixou a Infraestrutura para disputar o governo de São Paulo pelo PL.

Tereza Cristina era ministra da Agricultura. Ela disputará uma vaga no Senado pelo PP do Mato Grosso do Sul. Onyx Lorenzoni deixou Trabalho e Previdência, pré-candidato a governador do Rio Grande do Sul pelo PL.

Governadores

Seis chefes de executivos estaduais disputarão outros cargos. João Doria (PSDB-SP) é pré-candidato a presidente da República. Flávio Dino (PSB-MA) é pré-candidato a senador, assim como Wellington Dias (PT-PI), Camilo Santana (PT-CE) e Renan Filho (MDB-AL).

Eduardo Leite (PSDB-RS) não anunciou qual cargo disputará.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp