Brasil

Ex-presidente da ANP recusa convite do governo Bolsonaro para presidir a Petrobrás

Décio Oddone, que preside atualmente uma empresa de produção de óleo e gás no Brasil, recebeu o convite do ministro Bento Albuquerque, mas declinou

247 – Diante da desistência do lobista Adriano Pires, indicado por Jair Bolsonaro (PL) para assumir a presidência da Petrobrás, o governo federal tentou outro nome nesta segunda-feira (4).

O ex-presidente da ANP, ex-funcionário de carreira da Petrobrás e atual presidente da Enauta – empresa de produção de óleo e gás do Brasil – Décio Oddone, recebeu do ministro Bento Albuquerque (Minas e Energia) um convite para substituir o general Joaquim Silva e Luna no comando da empresa.

Oddone, porém, recusou na manhã desta terça-feira (5) o convite.

Décio Oddone foi CEO da Petrobrás Bolívia, Presidente do Conselho de Administração e CEO da Petrobrás Energia, vice-Presidente da Braskem, Diretor da Prumo Logística e Diretor-Geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Integrou o Conselho de Administração do Institute of the Americas, nos EUA, e presidiu a Câmara de Comércio Boliviano-Brasileira e a Câmara Argentina da Indústria do Petróleo.

*Braqsil247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp