Piauí

FGV auxilia Governo do Piauí na avaliação sobre retomada da economia

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) tem sido parceira do Governo do Piauí para analisar a realidade do estado frente à pandemia do novo coronavírus e apontar as saídas tanto para a área da saúde quanto para retomada das atividades econômicas. O governador Wellington Dias esteve reunido, por meio de videoconferência, com gestores da FGV e da Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan) para tratar sobre os índices de reprodução do coronavírus e quais as medidas devem ser tomadas. Até o próximo sábado (30), a fundação deve apresentar sugestão de protocolos de saúde e para a retomada das atividades econômicas.

De acordo com Wellington, a FGV conta na sua equipe com os melhores cientistas do Brasil e os estudos feitos por eles têm apontado que o Piauí tem tido saldo positivo nas ações e isso pode ser observado na queda do índice de reprodução do vírus, que no início de março era de 2,8 (uma pessoa transmitia a Covid-19 para aproximadamente outras pessoas) e agora está em 1,6.

“O que estamos fazendo está gerando resultado, e isso também tem sido observado nas pesquisas feitas por outros grupos. Agora com a possibilidade de nos aproximarmos do período em que vamos alcançar a estabilidade e caminhando para uma queda na transmissibilidade e na elevação da capacidade de leitos para atendimentos na saúde, eu comemoro esse casamento com a Fundação Getúlio Vargas por meio do dr. Eduardo Quintella e do dr. Luís Duque e tantos outros cientistas, que vão trabalhar agora para nos ajudar nesses protocolos em que temos a tarefa de até este sábado concluirmos”, comentou Dias.

O chefe do Executivo piauiense também ressaltou que, com base na ciência e nós critérios apresentados para a retomada da economia é que serão apresentados os métodos de liberação das atividades.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você