Brasil

Filósofo Roberto Romano morre de Covid

O professor aposentado de Ética e Filosofia da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) Roberto Romano morreu em São Paulo nesta quinta-feira (22). Aos 75 anos, ele estava internado no Incor (Instituto do Coração) e enfrentava complicações em decorrência da Covid-19.

 

Romano é doutor pela Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais de Paris, França. Autor de mais de 10 livros, inúmeros artigos acadêmicos e para grandes públicos, foi presidente da Comissão de Perícias da Unicamp e integrou a Comissão de Avaliação docente da Unicamp.

 

Em uma live em abril de 2020, realizada pela TV Unicamp, ele falou sobre decisões políticas tomadas contra os mais pobres pelo governo de extrema direita durante a pandemia e como não é novo o pensamento privatista e elitista que já pregou o extermínio de populações ao longo da história.

PUBLICIDADE

 

Ele também negou a existência do que se tem chamado de “polarização”, uma vez que não há polos extremos atualmente no País. E disse ainda na ocasião que, pela primeira vez na história brasileira, temos um governo que combate a ciência.

Com 247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp