Brasil

Flamengo bate Palmeiras nos pênaltis e leva Supercopa do Brasil

Por Rafael Monteiro – Repórter da Rádio Nacional – Rio de Janeiro

Em jogo eletrizante, o atual campeão Brasileiro, Flamengo, venceu neste domingo (11) o atual campeão da Copa do Brasil, Palmeiras, pelo placar de 6 a 5, nos pênaltis, e levou o bicampeonato da Supercopa do Brasil. Durante os 90 minutos, mais acréscimos, o jogo terminou empatado por 2 a 2. O confronto, que teve transmissão da Rádio Nacional, foi realizado no estádio Mané Garrincha, em Brasília. 

Os cariocas conquistaram o bicampeonato da competição, já que no ano passado levantaram o caneco após bater o Athletico Paranaense por 3 a 0, também na capital federal. Nesta atual edição da Supercopa, o campeão levou R$5 milhões de reais de premiação pela conquista, já o vice-campeão embolsou R$2 milhões de reais. 

Mal começou a partida, o Verdão saiu na frente. Com um minuto de bola rolando, o goleiro Diego Alves, do Flamengo, deu um chutão para frente. Em seguida, Felipe Melo, do Palmeiras, rebateu de cabeça encontrando Raphael Veiga, que deu um drible desconcertante em Willian Arão e finalizou no canto esquerdo do goleiro rubro-negro, que não conseguiu evitar o gol.

Após gol sofrido, o time carioca se lançou ao ataque, mas quem chegou com perigo mais uma vez foi o Alviverde, em um chute cruzado de Roni defendido por Diego Alves aos 16. Logo na sequência, aos 17, o Flamengo chegou com perigo em um chute de Diego, de longa distância, que provocou difícil defesa do goleiro Weverton.

Na melhor jogada rubro-negra até os 18, Bruno Henrique foi até a linha de fundo, deu um passe de calcanhar para chileno Isla, que encontrou De Arrascaeta na entrada da grande área. O uruguaio bateu colocado e a bola saiu à esquerda de Weverton.

Aos 22, a equipe comandada pelo técnico Rogério Ceni conseguiu transformar a pressão em gol. De Arrascaeta passou para Filipe Luís, que fez bela jogada individual e acertou a trave. Na sequência, Gabigol, com liberdade, na pequena área, apenas teve o trabalho de empurrar para o fundo da rede.

Aos 28, foi a vez do Palmeiras ameaçar o adversário. Wesley, em uma precisa enfiada de bola, encontrou Breno Lopes atrás da zaga rubro-negra. O jogador do time paulista limpou Diego Alves e bateu rasteiro. Praticamente na linha, Diego evitou o gol.

Dez minutos depois, aos 38, o técnico palmeirense Abel Ferreira reclamou acintosamente e, consequentemente, tomou cartão vermelho. Aos 39, Isla derrubou Wesley próximo da linha da grande área. O árbitro Leandro Pedro Vuaden (RS) marcou pênalti. Contudo, o árbitro de vídeo (VAR) Wagner Reway (PB) avisou Vuaden que a falta foi cometida fora da área. Sendo assim, o árbitro voltou atrás no lance e não marcou pênalti. Na cobrança de falta, Raphael Veiga bateu forte, no ângulo esquerdo, implicando em grande defesa de Diego Alves.

O jogo permaneceu movimentado até o final do primeiro tempo. Aos 44, foi a vez de Gabigol deixar Bruno Henrique cara a cara com Weverton, que conseguiu evitar a virada. Porém, nos acréscimos da primeira etapa, De Arrascaeta chutou colocado no canto direito de Weverton, que, desta vez, não conseguiu bloquear. O Flamengo saiu com a vitória por 2 a1 ao final de um primeiro tempo bem disputado.

 

http://revistanordeste.com.br/flamengo-bate-palmeiras-nos-penaltis-e-leva-supercopa-do-brasil/

 

 

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp