Ceará

Mototaxista que importunou sexualmente uma mulher já foi preso pelo mesmo crime, em Fortaleza

O mototaxista preso por policiais civis da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), na tarde dessa terça-feira (05), por importunar sexualmente uma mulher de 18 anos, em Fortaleza, já havia sido preso em flagrante pelo mesmo crime em outubro de 2020, no município de Caucaia, na Área Integrada de Segurança 11 (AIS 11) do Estado. Á época do crime, o suspeito foi localizado pela placa da motocicleta utilizada por ele.

 

Apesar do mesmo crime, o suspeito, de 43 anos, cobriu a placa da moto para dificultar sua identificação. Porém, os policiais conseguiram chegar a identificação do suspeito que utilizava uma motocicleta cadastrada para serviço de transporte. As oitivas e diligências foram fundamentais na localização do suspeito. Ele foi preso no ponto de mototáxi que costumava ficar na Praça do Ferreira, no Centro de Fortaleza.

O crime

 

O crime ocorreu no último dia 21 de março, no bairro Ellery – na AIS 4 – de Fortaleza. Na ocasião, a vítima andava pela rua quando o suspeito passou e deu um tapa nas nádegas da vítima. Em seguida, a mulher assustada corre. Câmeras de segurança no local captaram toda a ação criminosa. As equipes policiais tomaram conhecimento, logo que as imagens chegaram à Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza e a vítima registrou o caso por meio de um Boletim de Ocorrência (B.O).

 

O que diz a lei?

 

A importunação sexual é definida como prática de ato libidinoso contra alguém sem a sua anuência “com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro”. A pena prevista varia de um a cinco anos de prisão – se o ato não constituir crime mais grave.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp