Brasil

MPF diz que pediu à União novas ações policiais após denúncias de abuso sexual contra indígenas

247 – O Ministério Público Federal (MPF) apresentou à Justiça Federal um novo pedido para que a União coloque em prática operações policiais contra o garimpo ilegal na Terra Indígena Yanomami. O MPF também pediu que a União garanta a prestação do serviço de saúde, reabrindo os postos de saúde, e que a Fundação Nacional do Índio (Funai) reative o posto de fiscalização em Surucucus, abandonado em 2009.

 

A iniciativa do MPF, publicada pelo portal G1, veio após Hutukara Associação Yanomami denunciar que garimpeiros exigem sexo com meninas e mulheres indígenas como moeda de troca por comida.

 

A Terra Indígena Yanomami é a maior reserva do Brasil, com mais de 10 milhões de hectares distribuídos no Amazonas e Roraima. São mais de 28,1 mil indígenas que vivem na região.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp