Pernambuco

Operação em seis estados contra tráfico de drogas e roubo de cargas tem bloqueio de R$ 47 milhões e 18 mandados de prisão

Ação investiga também sequestros e lavagem de dinheiro. Mandados são para Pernambuco, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Tocantins, Pará e Acre.

 

Suspeitos de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro, roubo de cargas e extorsão mediante sequestro foram alvo de uma operação desencadeada em seis estados nesta segunda-feira (11). Ao todo, foram emitidos 18 mandados de prisão e decretados bloqueio de R$ 47 milhões em ativos financeiros e sequestro de bens, que totalizam cerca de R$ 1 milhão, segundo a Polícia Civil (veja vídeo acima).

Os mandados foram para endereços em OlindaPaulistaIgarassu e Jaboatão dos Guararapes, todos no Grande Recife, além de cidades não informadas de Mato Grosso do Sul, Rondônia, Tocantins, Pará e Acre. Entre os bens sequestrados, segundo a Polícia Civil, estão uma granja e veículos.

Entre os alvos, há pessoas que já estão no sistema prisional, mas a polícia não divulgou quantos são.

Denominada Áquila 2, a operação é comandada por Pernambuco e é um desdobramento de outra realizada em outubro de 2021 que resultou em 25 presos.

Na época, a polícia identificou um esquema em que grupos criminosos enviavam dinheiro para contas no Acre para obter drogas como maconha e cocaína na Bolívia. Além disso, havia lavagem de dinheiro através da compra de imóveis, cavalos, suínos e bovinos.

Os mandados foram todos expedidos pela 12ª Vara Criminal da Comarca de Recife.

As investigações, iniciadas em maio de 2020, são comandadas pelo delegado Ivaldo Pereira, titular do Grupo de Operações Especiais (GOE), com sede no bairro do cordeiro, Zona Oeste do Recife.

Além de agentes pernambucanos, a operação conta com apoio da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro) e das polícias civis dos outros estados, através do .

Outros detalhes da investigação devem ser divulgados ainda nesta segunda-feira (11).

 

G1PE


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp