Maranhão

Profissionais da saúde indígena são indiciados por desvio de doses de vacina contra a Covid-19

Segundo a Polícia Federal, uma técnica de enfermagem da Saúde Indígena do Polo Base de Barra do Corda desviou doses da coronavac, destinada à imunização da população indígena, e aplicou em três familiares.

A Polícia Federal (PF) indiciou dois profissionais da Saúde Indígena do Maranhão por desvio de doses da vacina coronavac, destinada à imunização da população indígena no estado. Uma técnica de enfermagem e um enfermeiro são suspeitos de terem cometido o crime.

Segundo a polícia, um inquérito foi instaurado em março para apurar a conduta de uma técnica de enfermagem da Saúde Indígena do Polo Base de Barra do Corda, que desviou doses da vacina e aplicou em três familiares.

A PF se deslocou até as cidades de Barra do Corda e de Jenipapo dos Vieiras, para a ouvir os depoimentos dos envolvidos. Durante os questionamentos da polícia, a técnica de enfermagem confessou a prática do crime. Além dela, os parentes vacinados também confirmaram o recebimento indevido das doses da vacinação.

 

“Com o desenrolar das investigações foi possível verificar que um enfermeiro ao qual estava subordinada a técnica de enfermagem acompanhou a vacinação indevida de dois parentes desta, tendo, inclusive, feito os registros da vacinação irregular de um deles”, afirmou a Polícia Federal, por meio de nota.

 

Ainda segundo a PF, a técnica de enfermagem foi indiciada pelo crime de peculato e o enfermeiro no crime de peculato a título de omissão imprópria, pois tinha o poder e o dever de agir para impedir a vacinação irregular, entretanto manteve-se inerte.

*G1MA

 

http://revistanordeste.com.br/profissionais-da-saude-indigena-sao-indiciados-por-desvio-de-doses-de-vacina-contra-a-covid-19/


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp