Política

Wellington Dias vai novamente ao STF por inconstitucionalidade de convocação na CPI da Covid, mas ressalta que irá depor

A CPI da Covid confirmou o depoimento do governador Wellington Dias, do Piauí, para o dia 30 de junho. Ele reafirmou nesta terça-feira (8) que quer comparecer na CPI, mas como convidado, não como convocado, por ser inconstitucional.

“Quero comparecer à CPI apenas como outros governadores como manda a constituição e a lei, ou seja, a convocação é medida coercitiva e a constituição não permite essa hora. há regras legais, mas quero comparecer como convidado”, disse.

Dias disse que irá entrar com mandado de segurança no STF, mas quando falar como convidado, exporá a versão dos Estados sobre a pandemia.

“tenho muito a apresentar, como coordenador do Fórum dos Governadores, presidente do Consórcio Nordeste. Quero esclarecer sobre o Piauí e Brasil do ponto de vista dos governadores. Estamos dando entrada em uma nova ação, provavelmente mandado de segurança dessa antecipação do cronograma para proteger um preceito constitucional”, declarou.

Revista Nordeste

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp