Nordeste

Confirmada fase de teste e entrega de 44,9 km de extensão para resolver antigo problema de falta de água na Paraíba

Agora é apenas contagem regressiva: o Coordenador do Gerenciamento da obra Acauã – Araçagi pela COBRAPE, contratada pela Secretaria de Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente – SEIRHMA, Gilmar Ferreira, confirmou com EXCLUSIVIDADE ao site da Revista NORDESTE, que o governador João Azevedo, está em fase de entrega do lote 01, com extensão de 44,933 km, está com um percentual de execução da ordem de 94,38% e já estamos iniciando os testes e comissionamento de todo o trecho.

Ele revelou: “A SEIRHMA já obteve, junto à AESA, Outorga para retirada do reservatório Acauã, de volume suficiente para esses testes. Os testes e comissionamento à seco, já estão em andamento desde o mês de novembro/2020. Os testes com água deverão iniciar na segunda quinzena de dezembro/2020”.

Nesta entrevista, Gilmar Ferreira comenta detalhes desta obra com informações especiais sobre as varias fases, especialmente ele que foi responsável pelo acompanhamento de parte da Transposição do Rio São Francisco.

Eis a integra da entrevista:

NORDESTE – o sr representa um curriculum com grandes obras estruturantes de recursos hídricos, inclusive a Transposição do Rio São Francisco, daí a pergunta: quando a obra Acauã- Araçagi deve ser concluída?

GILMA FERREIRA – O projeto do Canal Acauã-Araçagi compreende 17 segmentos de canais abertos com seção trapezoidal, totalizando 104,394 km, intercalados por cinco trechos de sifões invertidos, construídos em tubos de aço, para ultrapassar vales de rios e córregos, totalizando 22,919 km; sete aquedutos, totalizando 1,659 km; e 0,206 km de galerias para travessias de ferrovia e rodovia. O sistema foi projetado para trabalhar totalmente por gravidade e transportar vazões que variam de 10 m³/s no trecho inicial a 2,5 m³/s no trecho final.

NORDESTE – Como se projetam as várias fases?

GILMAR FERREIRA – O projeto foi dividido em três lotes de obras: lote 01, lote 02 e lote 03. O lote 01 está com um percentual de execução da ordem de 94,38% e já estamos iniciando os testes e comissionamento; o lote 02 está com um percentual de execução da ordem 67,11%; o lote 03 havia sido contratado, mas o Contrato foi cancelado e deverá ser realizada nova Licitação no ano de 2021. Portanto, o lote 01 tem prazo até maio de 2021 e o lote 02 até dezembro de 2021. O lote 03, quando for relicitado deverá ter prazo de execução de dois anos.

NORDESTE – Qual o efeito concreto desta obra nos diversos municípios por onde passará?

GILMAR FERREIRA – O Sistema Adutor da Vertente Litorânea da Paraíba – Canal Acauã/Araçagi – que tem como finalidade promover o suprimento regular de água bruta aos municípios da planície costeira interior, no agreste paraibano, das populações municipais desta região e dos projetos hidroagrícolas ali instalados. A obra visa o atendimento e abastecimento de água potável para 39 municípios da região, em caráter regular e contínuo e durante o período seco, o suprimento de água para os projetos hidroagrícolas que ali forem instalados permitindo o atendimento de uma área total de 15 mil hectares de terras irrigadas, desde o Açude Acauã até o Rio Camaratuba.

Os principais objetivos a serem atingidos são:
. Sustentabilidade hídrica das seguintes bacias litorâneas: Bacia do Rio Paraíba, Bacia do Rio Gurinhém (afluente do Rio Paraíba), Bacia do Rio Miriri, Bacia do Rio São Salvador, Bacia do Rio Mamanguape, Bacia do Rio Araçagi, Bacia do Rio Camaratuba;
. Garantia de abastecimento de água para as cidades da bacia litorânea;
. Irrigação de uma área de 15,70 ha;
. Desenvolvimento de agricultura familiar (vilas rurais);
. Desenvolvimento de pisciculturas;
. Desenvolvimento de agricultura empresarial;
. Melhoria da qualidade de vida;
. Emprego e renda no meio rural.

NORDESTE – Traduza o significado da obra em seu detalhes…

GILMAR FERREIRA – O Canal Acauã-Araçagi é um empreendimento estruturante, em processo de implantação pelo Governo da Paraíba, que objetiva o aproveitamento de águas interiores e águas a serem transpostas pelo Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional – PISF, através do Eixo Leste, em implantação pelo Governo Federal. As águas transpostas pelo Projeto São Francisco já chegaram à Paraíba desde o mês de março de 2017.

O projeto é composto por um conjunto de obras formado por tomada d’água, canais, sifões e aquedutos, que são complementadas por obras especiais ou localizadas, tais como estruturas de concordância canal/tubulações, canal/aqueduto, pontes, passarelas, bueiros, galerias, etc.

NORDESTE – Como se dá a captação e espalhamento hidrico?

GILMAR FERREIRA – A captação se dá no Açude Acauã (Barragem Argemiro de Figueiredo) localizada no baixo Rio Paraíba, ao sul do Estado. A partir da tomada d’água (cota 108m) o sistema adutor avança em direção ao norte até desaguar em um afluente do Rio Camaratuba (cota 95m). Neste percurso de aproximadamente 129,178 km de extensão, conforme dados atualizados do Projeto Executivo, o sistema adutor cruza as bacias dos rios Gurinhém, Mirirí, e Mamanguape/Araçagi, integrando-as, e promove implantação de obras do empreendimento em áreas dos municípios de Itatuba, Mogeiro, Salgado de São Felíx, Itabaiana, São José dos Ramos, Riachão do Poço, Sobrado, Sapé, Mari, Cuité de Mamanguape, Araçagi, Itapororoca e Curral de Cima. Por todos os Municípios que passa, o projeto traz inúmeros benefícios, tais como abastecimento humano e dessedentação animal e uma área potencial para irrigação da ordem de 15.000 hectares.

NORDESTE – Esta é uma obra proposta idealizada originalmente pelo governo José Maranhão. Como foram as outras etapas dos diversos governos seguintes e qual o papel do governador João Azevedo na fase de agora?

GILMAR FERREIRA – Os Contratos para execução das obras dos lotes 1 e 2, foram assinados pelo então Secretário João Azevedo Lins Filho em agosto de 2011. As obras iniciaram e se desenvolveram sob sua batuta e do Secretário Executivo, Deusdete Queiroga Filho. Desde que se desincompatibilizou para se candidatar ao cargo de Governador, posteriormente eleito, a titularidade da SEIRHMA foi assumida por Deusdete Queiroga Filho, que continuou no comando da ora. A importância do Governador João Azevedo Lins Filho, como Governador do Estado da Paraíba, na atual fase da obra, tem sido irretocável. Buscando recursos federais para a continuidade das obras e disponibilizando a contrapartida estadual, sempre no comando das ações.

NORDESTE – Há informações de que a primeira das três fases sai agora, nos próximos tempos. Procede? Como se dará?

GILMAR FERREIRA – Procede sim. O que chama de fases, chamamos de lotes de obras; o lote 01, com extensão de 44,933 km, está com um percentual de execução da ordem de 94,38% e já estamos iniciando os testes e comissionamento de todo o trecho. A SEIRHMA já obteve, junto à AESA, Outorga para retirada do reservatório Acauã, de volume suficiente para esses testes. Os testes e comissionamento à seco, já estão em andamento desde o mês de novembro/2020. Os testes com água deverão iniciar na segunda quinzena de dezembro/2020.

NORDESTE – Os recursos para as fases 2 e 3 já estão consolidados?

GILMAR FERREIRA – O Termo de Compromisso 156/2011 celebrado entre o Ministério da Integração Nacional (atual Ministério do Desenvolvimento Regional) e o Governo do Estado da Paraíba, cujo Plano de Trabalho assegura recursos Federais para as fases 2 e 3.

NORDESTE- quando a obra estará completa totalmente, em tese…?

GILMAR FERREIRA – O lote 01 está com um percentual de execução da ordem de 94,38% e já estamos iniciando os testes e comissionamento; o lote 02 está com um percentual de execução da ordem 67,11%; o lote 03 havia sido contratado, mas o Contrato foi cancelado e deverá ser realizada nova Licitação no ano de 2021. Portanto, o lote 01 tem prazo até maio de 2021 e o lote 02 até dezembro de 2021. O lote 03, quando for relicitado deverá ter prazo de execução de dois anos.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você