Nordeste

Criminosos tentam impedir que equipe de fiscalização ambiental chegue ao local de desmatamento no Pernambuco

Uma árvore de cerca de 12 m foi colocada atravessada na estrada, na tentativa de obstruir a passagem de veículos. 

22/04/2020


REVISTA NORDESTE – Infratores ambientais tentaram impedir a ação conjunta de fiscalização da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) e da Companhia Independente de Policiamento de Meio Ambiente (Cipoma), em uma área onde faziam desmatamento, no município de Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife, onde passa o gasoduto da Coopergás. Uma árvore de cerca de 12 m foi colocada atravessada na estrada, na tentativa de obstruir a passagem de veículos.

A equipe chegou ao local de desmatamento e encontrou apenas um dos infratores. “Nós o encontramos limpando uma área já desmatada, para plantar feijão. Foi autuado por impedir a regeneração natural da Mata e recebeu multa no valor de R$ 1 mil reais, além da apreensão das ferramentas agrícolas que usava para cometer a infração ambiental. Os outros infratores fugiram, antes da nossa chegada”, explicou o analista ambiental da Coordenadoria de Fiscalização Ambiental da CPRH, Thiago Lima.
No local do desmatamento, os invasores ergueram cabanas de apoio, plantaram feijão e macaxeira, além de árvores frutíferas. Em um dos pontos da invasão, estavam produzindo carvão com a madeira do desmatamento.  “Destruímos as cabanas, o forno e as plantações, para evitar a consolidação da prática. E apreendemos as ferramentas que foram deixadas no local, no momento da fuga”. De acordo com Lima, desde o ano de 2018 que a CPRH e a Cipoma monitoram a área, que é muito visada para a construção de moradias e o cultivo de plantações. “O monitoramento é arriscado, pois os infratores estão cada vez mais ousados, na tentativa de impedir a fiscalização ambiental, como fizeram desta vez”, avaliou.
A área monitorada contabiliza cerca de sete hectares de desmatamento, em área descontínua.  “ Nosso papel é coibir as agressões ao meio ambiente e vamos adiante na nossa missão, por mais difícil que seja lidar com situação como esta, com infratores tentando nos intimidar”, enfatizou.

Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.