Brasil

Crise no governo: Bolsonaro exonera diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo

Um novo diretor-geral ainda não foi nomeado.

24/04/2020


Na imagem Jair Bolsonaro ao lado do ministro da Justiça, Sérgio Moro

A edição desta sexta-feira (24) do Diário Oficial da União trouxe decreto do presidente da República, Jair Bolsonaro, que exonera o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo. A exoneração causou uma queda de braço entre o presidente e o ministro da Justiça e Segurança, Sérgio Moro, que ameaçou pedir demissão caso a exoneração ocorresse.

Imagem reprodução
Imagem reprodução

Entenda – Na tarde desta quinta-feira (23), foi veiculada a notícia que Moro teria pedido demissão em decorrência do anúncio feito antes mesmo da publicação, o que foi revertido já que Moro permanece na Esplanada dos Ministérios na condição de indicar o novo diretor-geral.

Novos nomes para o comando da PF já são ventilados: o secretário de Segurança Pública, do Distrito Federal, Anderson Torres; o diretor da Agência Brasileira de Inteligência, Alexandre Ramagen; e o diretor do Departamento Penitenciário (Depen), Fabiano Bordignon.

Um novo diretor-geral, porém, ainda não foi nomeado.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.