Política

Fachin diz que Brasil está perto do “abismo” e que eleições de 2022 “podem ser comprometidas”

“As eleições presidenciais de 2022 podem ser comprometidas se não se houver consenso em torna das instituições democráticas” disse ele

17/08/2020


BRASIL 247 – O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, afirmou nesta segunda-feira (17) que existe uma “escalada autoritária” no Brasil que oferece riscos à realização das eleições presidenciais de 2022.

“As eleições presidenciais de 2022 podem ser comprometidas se não se houver consenso em torna das instituições democráticas” disse Fachin. “O futuro está sendo contaminado de despotismo e lamentavelmente nos aproximamos de um abismo”, completou.

Para Fachin, existe uma espécie de “cavalo de Troia que ameaça a democracia brasileira. “Os sintomas desse cavalo de Troia ameaçam o Brasil democrático constituído em 1988”, disse durante sua participação em um evento promovido pelo Instituto Paranaense de Direito.

LEIA MAIS: Lula usará relatório da PF para reforçar ação de R$ 100 mil por danos morais contra delegado que fez delação de Palocci

“Está na contramão da história a escalada de autoritarismo hoje presente no Brasil”, ressaltou. Segundo ele, as ameaças ficam claras quando um político eleito ataca opositores qualificando-os de criminosos, além de espalhar fake news e fomentar a violência. Para o ministro, “respeitar os protocolos institucionais é o melhor para a saúde da democracia.”


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.