Nordeste

Governo do Piauí reforça parceria com Banco do Nordeste

O BNB é parceiro do governo em diversos programas voltados ao crédito para empreendedores e investidores de pequeno, médio e grande porte

28/09/2020


Imagem divulgação

Revista Nordeste

O governador Wellington Dias recebeu, nesta segunda-feira (28), no Palácio de Karnak, o superintendente estadual em exercício do Banco do Nordeste (BNB), Diogo Martins, banco que é parceiro do Governo do Estado em diversos programas voltados ao crédito para empreendedores e investidores de pequeno, médio e grande porte.

Wellington afirmou que o banco é uma das instituições financeiras mais importantes no estado do Piauí. “De um lado, o BNB é o agente financeiro que coloca mais recursos em andamento no estado, são cerca de R$ 2,1 milhões em investimentos e a meta é alcançar R$ 3,5 milhões. Investimentos que ajudam a multiplicar outros investimentos, desde o Crédito Amigo para o pequeno empreendedor, o programa voltado para a agricultura familiar, até para o médio e grande investidor, na indústria, na produção, ou seja, o resultado desses investimentos alavanca a geração de emprego, de renda e desenvolvimento. Por isso, colocamos o Estado do Piauí como parceiro do Banco do Nordeste”, disse Dias.

O superintende enfatizou a parceria do banco com o governo. “O Governo do Piauí está alinhado com as ações do Banco do Nordeste e vamos continuar a trabalhar de mãos dadas, no sentido de fazer a missão do banco, que é desenvolver a região Nordeste, em especial o Piauí, levando os programas de microcrédito urbano e rural, além do Programa de Desenvolvimento Territorial (Prodeter), do Programa Nacional da Agricultura Familiar e até o agronegócio, indústria, comércio e serviço. Então, nos colocamos à disposição do governador para que alcancemos o desenvolvimento do estado”, ressaltou Diogo Martins.

Segundo a secretária de Estado do Planejamento, Rejane Tavares, a reunião tem uma importância estratégica, já que o Banco do Nordeste é um parceiro muito importante para o desenvolvimento das diversas cadeias produtivas que o estado possui. “É um parceiro que já está presente na área rural com diversas iniciativas, como um programa de desenvolvimento dos territórios, no qual já existe uma parceria com o Governo do Estado, que se identifica as principais cadeias produtivas que quais produtores teria perfil para ter acesso a investimentos nessa área. Então, é muito importante termos o Banco do Nordeste como parceiro porque ele pode, justamente, atuar nessa área de capital de giro dos empreendedores, que permitirá, a partir das infraestruturas que o Estado já vem fazendo, dinamizar diversas áreas de vários territórios do estado do Piauí”, frisou a gestora.

Estiveram presentes à reunião ainda a superintendente da Seplan, Edilene Facundes; o secretário de Estado do Governo, Osmar Júnior; o superintendente de Habitação da ADH, João Rodrigues Lima Filho; e, representando a Agência de Fomento, Evaldo Ciríaco.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.