Brasil

“Sem Lula, Eduardo não teria feito o governo que fez.”, diz ministro

13/10/2014


Licenciado do cargo para participar da campanha de reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), o ministro Gilberto Carvalho foi entrevistado nesta segunda (13) por Geraldo Freire, durante a “Super Manhã”, da Rádio Jornal. O ministro vem a Pernambuco para participar de um ato dos movimentos sociais em defesa da candidata do PT.

De acordo com Gilberto Carvalho, a reunião vai unir movimentos sociais, como MST, Contag e o Centro Sabiá em torno da candidatura de Dilma Rousseff. Ele também falou sobre o atraso de obras federais em Pernambuco e disse que não pode prometer a imediata conclusão das obras, mas que as obras serão concluídas.

Gilberto Carvalho também falou sobre o posicionamento político da família do ex-governador Eduardo Campos (PSB) em favor da candidatura de Aécio Neves (PSDB), no segundo turno. De acordo com o ministro, “temos que respeitar a posição da família de Eduardo, eles fizeram uma escolha. Se não fosse o presidente Lula, Eduardo não teria feito o governo que fez. As pessoas esquecem isso”, declarou.

O ministro também afirmou que o ex-presidente deve vir a Pernambuco antes do 2º turno e que deve ir à Goiana, cidade que conseguiu a fábrica da Fiat, “graças ao esforço pessoal de Lula”, declarou Gilberto Carvalho.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.