Paraíba

Anísio Maia diz que 80% do PT é contra retorno de Ricardo Coutinho e prevê ‘forte resistência’

por Walter Santos

A informação recorrente de que o ex-governador Ricardo Coutinho está articulando com o diretório nacional seu retorno ao Partido dos Trabalhadores na Paraíba já vem sendo avaliada pelos diretorianos estaduais pois, segundo o deputado estadual Anísio Maia, 80% deles são contrários ao regresso do ex-petista.

– Infelizmente há uma dissociação da realidade estadual diante da postura e entendimento político nacional, que insiste num processo de amparo ou retribuição pelos gestos do ex-governador, entretanto o contexto estadual aponta graves problemas cometidos pelo líder socialista com provas irrefutáveis contra ele – declarou o deputado petista, candidato a prefeito de João Pessoa, mas à época sofrendo intervenção nacional para apoiar Ricardo Coutinho.

Anísio Maia assegurou ainda que o entendimento majoritário no partido em nível estadual é de posicionamento majoritariamente contra “a volta do velho Caudilho ao partido onde, quando esteve filiado, só criou muitos problemas, que o Diretório Nacional agora esquece “.

Anísio Maia rechaça a possibilidade de retorno de Ricardo Coutinho ao PT da Paraíba, e diz ser consenso da maioria.

O parlamentar previu tempos de muitas turbulências, sobretudo depois do empoderamento nacional com a perspectiva de retorno de Lula ao poder, “aliás este aspecto produzirá reações inimagináveis contra o partido por ignorar as graves denúncias comprovadas em relação ao ex-governador”.

– É preciso encarar a situação do ex-governador dentro da realidade pois é muito grave e o diretório nacional insiste erradamente em não considerar e até entendê-lo no mesmo nível do processo de Lula, o que se configura em grave erro de leitura porque uma situação não tem nada a ver com a outra, pois no caso paraibano há provas robustas contra o ex-governador e isso pode respingar muito forte na candidatura de Lula – informou.

Ele disse, por fim, que o Diretório Nacional interviu no partido em João Pessoa, dissolveu toda estrutura e até o presente nada fez para recompor o diretório municipal, que se mantém acéfalo.

*WSCOM 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp