Nordeste

Capitais do Nordeste estão entre que suspendem aplicação de primeira dose contra Covid-19 por falta de vacina

Diante da falta de doses de imunizantes contra Covid-19, algumas capitais de Estados suspenderam nesta terça-feira a aplicação da primeira dose de uma vacina contra a doença, responsável pela morte de mais de 500 mil pessoas no Brasil.

PUBLICIDADE

São Paulo, Florianópolis, Aracaju e João Pessoa informaram a suspensão por meio de suas Secretarias Municipais de Saúde, e o problema também estaria ocorrendo em Campo Grande.

 

Na capital paulista, a prefeitura suspendeu a vacinação contra Covid-19 nesta terça e deve retomar a campanha de imunização na quarta, informou o governo municipal em nota na noite de segunda-feira.

 

“O Programa Municipal de Imunizações (PMI), da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), informa que devido à alta adesão à vacinação antiCovid-19 na capital, com cerca de 90% do público entre 50 e 59 anos vacinado com a primeira dose, os estoques foram utilizados e nesta terça-feira, as 468 Unidades Básicas de Saúde serão reabastecidas”, afirmou a prefeitura.

 

A secretaria espera receber, ainda nesta terça-feira, “188 mil doses de vacinas antiCovid do Governo do Estado para abastecer os estoques das UBSs e dar prosseguimento ao calendário estipulado”, acrescentou.

 

Na terça-feira, vários postos de vacinação da cidade ficaram sem estoque de doses de vacinas para aplicação na população de 50 a 59 anos de idade que buscava se imunizar no que a prefeitura paulistana chamou de “repescagem” para as pessoas dessa faixa etária que não se vacinaram nas datas específicas para suas idades.

 

A interrupção por um dia da vacinação contra Covid-19 por falta de doses acontece após o governo do Estado de São Paulo anunciar uma antecipação do calendário de vacinação e prometer imunizar toda a população adulta do Estado com a primeira dose de uma vacina contra Covid-19 até o dia 15 de setembro.

 

Na capital catarinense, a Secretaria de Saúde local disse que as doses começaram a acabar nos postos de vacinação ainda na segunda-feira e, com o esgotamento dos estoques, apenas as pessoas já imunizadas com uma dose e que estão no momento de receber a segunda serão atendidas nos postos.

 

O mesmo aconteceu na capital sergipana, onde a expectativa da Secretaria de Saúde local é de que novas doses enviadas pelo Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde cheguem ainda nesta semana.

Por Eduardo Simões (Reuters) 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp