Internacional

Embaixador da China diz se empenhar para liberar insumos para vacinas

O embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, deu declarações sobre o fornecimento de insumos para produção de vacinas ao Brasil, cuja falta já fez o Instituto Butantan paralisar a produção nesta sexta-feira (14) da Coronavac e a Fiocruz anunciar que deve parar a produção da vacina da Oxford/Astrazeneca.

Em conversa com o presidente da Comissão de Relações Exteriores na Câmara, deputado Aécio Neves (PSDB-MG), o embaixador chinês disse estar pessoalmente empenhado em liberar os insumos. E pontuou: “precisamos tornar o ambiente entre nossos países mais sadio”.

O embaixador também disse que são “injustos e infundados” os ataques de algumas autoridades à China, mas que a relação entre os dois países “vai além disso”. As declarações foram publicadas pela jornalista Daniela Lima, da CNN.

O governo de Jair Bolsonaro tem atuado de forma ideológica contra a China, chegando a fazer declarações mentirosas e negacionistas como a de que os chineses produziram o vírus e que a vacina chinesa não seria aplicada nos brasileiros.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp