Piauí

Fundador e presidente da Liga Independente das Escolas de Samba de Teresina anuncia adesão ao Fenasamba

Por Walter Santos

 

 

Fato novo na cena das Escolas de Samba do Brasil abrigando as agremiações do Nordeste registrou nesta terça-feira a adesão do fundador e Presidente atual da Liga Independente das Escolas de Samba de Teresina-LIESTE, engenheiro e carnavalesco, Jamil Moisés Said.

 

-Vivemos momentos de muitos desafios diante de dificuldades para auto sustentação num estado sem tradição no mesmo nível do Rio e São Paulo, mesmo assim temos oito escolas de samba fazendo das tripas coração para sobreviver e assim sobrevivemos com dignidade – comentou.

 

Para ele, participar da Fenasamba é um estágio relevante e deata perspectiva para o futuro.

 

QUEM É – O fundador é muito além de carnavalesco,  engenheiro Químico, formado pela Universidade Federal da Paraíba, Campus de Campina Grande, Jamil Said também e <span;>Engenheiro de Segurança do Trabalho, pela UFPI/UFPB, <span;>Mestre em Ciência e Engenharia de Materiais pela UFRN/CEFET/PI.

Alem de tudo é Professor aposentado da Universidade Federal do Piauí, onde atuou durante 41 anos, <span;>Ex Secretário da Executiva Municipal do Partido Verde em Teresina e <span;>Produtor de Cajuína e ex Diretor Financeiro da CAJUESPI-Cooperativa dos Produtores de Cajuína dos Estado do Piauí.

Foi Conselheiro do CONFEA-Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia – Brasília (DF). <span;>Atuou na SEMAM-Secretaria de Meio Ambiente como Gerente, SDU-Sudeste-Teresina. <span;>Ex Diretor do Esporte Clube Flamengo, em Teresina.

Perfil Carnavalesco:

Fundador e primeiro Presidente da Liga das Escolas de Samba de Teresina-LEST. Fundador e Presidente atual da Liga Independente das Escolas de Samba de Teresina-LIESTE. Fundador e Presidente atual do Grêmio Recreativo Escola de Samba Skindô, que neste ano, de 2022, completa 47 anos.

Jamil Said foi o articulador para o retorno do desfile das Escolas de Samba de Teresina, que teve um longo recesso na década de 90. No carnaval de 1996, diante de uma cidade fantasma no período momesco, o Jamil toma a decisão de iniciar uma luta pelo retorno dos desfiles, que aconteceu em 1998. Foi uma luta obstinada diante do descrédito das próprias agremiações. Com o apoio do amigo e Jornalista Paulo Vilhena, após muito esforço e incontáveis reuniões, foi possível congregar 14 agremiações em torno da idéia, criando-se finalmente a Liga das Escolas, que passou a ser presidida pelo Jamil após votação em que foi eleito por unanimidade.

 

Do retorno dos desfiles para cá, já se passaram 26 anos, em que continuam ativos 8 G.R.E.S.: Brasa Samba; Galo Tricolor; Mocidade Alegre; Sambão; Skindô; Unidos da Santana; Unidos da Saudade; e Ziriguidum.  A luta não para; são 47 anos dedicados ao carnaval-espetáculo. Tornar o carnaval de Teresina grandioso é o item que não sai da agenda do Jamil, mesmo com todas as dificuldades e obstáculos comuns a todos os que lutam pela Cultura.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp