Brasil

Homem mata noiva com água fervente enquanto ela dormia e depois comete suicídio

A Polícia Militar (PM) informou que Jaqueline Carletto, 29 anos, teria sido vítima de feminicídio nessa segunda-feira (2) pelo próprio companheiro, Denis Magalhães, de 31 anos – o homem se enforcou após cometer o crime. Ele teria jogado água quente no ouvido da moça, enquanto ela dormia na casa onde o casal vivia, no bairro de Vila Bela, região do Parque São Rafael, na Zona Leste de São Paulo.

 

Os corpos teriam sido encontrados pelo filho de Jaqueline, de 15 anos, segundo os relatos de familiares da moça nas redes sociais. Segundo publicações nas redes sociais da vítima, os dois haviam ficado noivos um mês atrás, em 3 de abril deste ano. As informações foram publicadas em reportagem do portal G1.

 

“Matou minha sobrinha, acabou com a nossa família, chegou na família como um coitado que não tinha onde morar. Minha sobrinha te deu um teto pra morar ,te apresentou uma família digna e você fez isso com ela. Como pode dar veneno e jogar água quente na esposa, que falava que amava que dias antes estava dizendo declaração de amor… frio, calculista”, disse uma tia da moça, Margareth Fenolio, nas redes sociais.

 

“Covarde, matou ela dormindo sem defesa”, disse outro tio de Jaqueline, Rogério Xavier.

 

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP) informou que o caso foi registrado como feminicídio seguido de suicídio no 49º Distrito Policial de São Mateus.

 

Também foram solicitados exames periciais ao Instituto de Criminalística (IC) e o Instituto Médico Legal (IML).


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp