Nordeste

Marília Arraes se filia ao Solidariedade e ratifica apoio a Lula: “Não é propriedade de nenhum partido”

A deputada federal Marília Arraes se filiou nesta sexta-feira (25) ao Solidariedade e informou que irá disputar o governo de Pernambuco. No evento, realizado em um hotel no Recife, a parlamentar disse que seguirá apoiando a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República apesar de ter saído do PT.

 

“Lula não é propriedade de nenhum partido”, disse Marília. Em discurso, ela lembrou de seu avô, Miguel Arraes, ex-governador de Pernambuco, e disse que muda de partido mas permanece ‘do mesmo lado’. “Sempre estive ao lado do presidente Lula e sempre vou estar, diferentemente do PSB”, disse. Ainda segundo ela, as campanhas do PSB em 2018 e 2020 “foram  baseadas no antipetismo”, e que agora os integrantes da legenda tentam mostrar que são “lulistas de carteirinha”.

 

Atualmente, de acordo com pesquisa do Instituto Paraná Pesquisas, a disputa pelo Palácio do Campos das Princesas é liderada pela prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), que tem 25,8% das intenções de voto. O deputado federal Danilo Cabral (PSB) aparece em seguida com 11,9% da preferência do eleitorado pernambucano.

 

O socialista também aparece atrás do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (União Brasil), filho do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), que tem 15,6%, e do prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PL), que registra 13,6% das intenções de voto.

 

Em seguida estão João Arnaldo (PSOL), com 3,3%, e Jones Manoel (PCB), com 0,9%. Outros 8,9%  dos entrevistados não sabem em quem votar ou não responderam o questionário, e 19,9% disseram que irão votar em branco ou anular o voto.

 

Ainda segundo a pesquisa, caso disputasse a vaga para o Senado, Marília teria 46,2% das intenções de voto, à frente do deputado federal André de Paula (14%), do PSD, que tem 14%, e do ministro do Turismo, Gilson Machado (5,4%), do também deputado federal Carlos Veras (PT), que registra 2,3%, e Eugenia Lima (PSOL), com 1,4%.

 

O levantamento, que possui margem de erro de 2,6 pontos percentuais para mais ou para menos e um nível de confiança de 95%, foi realizado de forma presencial entre os dias 19 e 24 de março com 1.510 eleitores em 58 municípios de todas as regiões de Pernambuco. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número PE-01060/2022.

com 247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp