Brasil

Metade dos brasileiros é contra Jogos do Rio, mostra pesquisa

O golpe parlamentar que afastou, sem crime de responsabilidade, a presidente eleita Dilma Rousseff e levou ao poder o interino Michel Temer contribui para que o brasileiro chegue aos Jogos Olímpicos de 2016 de baixo astral.

É o que mostra pesquisa Datafolha publicada nesta terça-feira. Para 63% dos brasileiros, o evento trará mais prejuízos do que benefícios. Em 2013, esse percentual era de apenas 38%. Além disso, 50% dos brasileiros são contrários à realização da Rio 2016 – dois anos atrás, 64% eram favoráveis.

Numa entrevista recente, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, afirmou que o evento foi uma "oportunidade perdida" e lamentou que o País tenha chegado ao evento com uma combinação de crises política e econômica.

Quando, em 2008, o ex-presidente Lula obteve o direito de sediar as primeiras olimpíadas na América do Sul, a conquista foi saudada, pela imprensa do Brasil e do mundo, como um momento de afirmação nacional.

Passados seis anos, vários chefes de estado não devem vir ao Rio (leia mais aqui), porque não reconhecem o governo interino de Michel Temer, que também teme atentados terroristas e grandes manifestações políticas durante o evento.

"Para 57% dos brasileiros, a segurança representará mais vergonha do que admiração. Apenas 32% dos pesquisados citaram o inverso", diz reportagem da Folha sobre a pesquisa.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp