Nordeste

Piauí recebe mais 20 respiradores para aumentar oferta de leitos de UTI

O governo do estado do Piauí informou que o estado recebeu, nesta quinta-feira (18), mais 20 respiradores comprados no início do ano pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). Com aumento da demanda por leitos de UTI em 90% em apenas um mês,devido ao crescimento no número de pacientes com Covid-19, o governo do estado e a prefeitura de Teresina estão em uma “corrida” por respiradores mecânicos e profissionais intensivistas.

Segundo o governo do estado, os equipamentos fazem parte de um total de 80 respiradores apreendidos pelo Ministério da Saúde, mas que por decisão da Justiça Federal, em favor do Governo do Estado, foram encaminhados para o Piauí que inicialmente havia feito a compra.

Todos os respiradores serão utilizados para ampliar a capacidade de atendimento dos hospitais estaduais e de referência no tratamento de pacientes graves com a Covid-19.Ao todo são 20 respiradores da empresa Intermed comprados pelo Governo do Piauí, mas que haviam sido requisitados pelo Ministério da Saúde.

Os primeiros 20 respiradores foram entregues no dia 27 de maio após uma decisão da Justiça, que determinou a busca e apreensão na empresa, localizada no estado de São Paulo, que não entregou os equipamentos na data correta. O Piauí adquiriu os 80 respiradores por meio de duas empresas.

“Com esses equipamentos, estamos fortalecendo as unidades de saúde da capital e interior do estado, cumprindo o nosso objetivo de salvar vidas. Nós sabemos que esses são equipamentos essenciais para ampliar nossa capacidade de terapia intensiva e com a chegada desses novos respiradores, teremos mais possibilidades de atender nossa população”, disse o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

De acordo com o gestor, sob o comando do governador Wellington Dias (PT), foi travada uma verdadeira “corrida” para ampliar e fortalecer a rede para enfrentar possíveis picos da doença no estado e evitar o colapso na rede de saúde.

“Estamos verificando um crescimento da necessidade de leitos de terapia intensiva, com a chegada desses equipamentos temos um reforço nesse tipo de serviço, assegurando qualidade e acesso da população à saúde”, afirmou Florentino Neto.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você