Paraíba

Ricardo Coutinho: ‘união de Cartaxo e Cássio é aliança do ódio e da inveja’

O governador Ricardo Coutinho (PSB) disse nesta quarta-feira (27), que a união do candidato à reeleição para a Prefeitura de João Pessoa Luciano Cartaxo (PSD) e do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), também com o apoio de alguns líderes do PMDB, é a aliança do ódio e da inveja.

Durante entrevista à Rádio Arapuan, no entanto, ele afirmou que com a consolidação da chapa ficará mais fácil para o povo fazer sua escolha. “Existe um desejo evidente, através da inveja e do ódio, de derrotar aqueles que porventura trilham um caminho diferenciado que é o caminho da realização, do respeito ao coletivo e da mudança da prática política. É isso que nós representamos com nossas falhas, com nossos acertos e são esses acertos que incomodam profundamente quem comandou a Paraíba e hoje não tem mais discurso para poder se colocar diante do povo”, ressaltou.

Sobre o PMDB, Ricardo disse que vai discutir com os aliados sobre a situação do partido no governo do Estado, já que a Direção Municipal decidiu por se aliar a Luciano Cartaxo.

“Vou discutir isso com os amigos e companheiros. Na verdade, cada um sabe o seu caminho, o importante é isso, e tem todo o direito de fazer suas opções, e claro, suas consequências, é assim que as coisas são. O PMDB é um partido maduro, eles sabem naturalmente o que querem e o que fazem”, destacou o gestor.

Na oportunidade, Ricardo falou ainda sobre a retirada da pré-candidatura de Manoel Júnior (PMDB) a prefeito de João Pessoa. “Eu não digo é nada, não vou perder tempo com Manoel Júnior que deve ter seus problemas com Eduardo Cunha, com aquele povo, eu estou trabalhando, a retirada da candidatura é problema dele, não meu. O ódio que ele alimenta é o da velha política”, afirmou.

WSCOM


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp