Brasil

STF ordena retomada de investigações sobre possível interferência de Bolsonaro na PF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou nesta sexta-feira (30) que a Polícia Federal (PF) retome as investigações para apurar se de fato Jair Bolsonaro tentou interferir politicamente na instituição.

 

A denúncia da suposta interferência foi feita pelo ex-ministro e ex-juiz Sergio Moro, condenado pelo Supremo por parcialidade, ao deixar o comando do Ministério da Justiça em abril de 2020.

 

“Não se justifica a manutenção da suspensão da tramitação do inquérito que havia sido determinada pelo então relator em exercício, ministro Marco Aurélio Mello”, escreveu Moraes em decisão.

PUBLICIDADE

 

Marco Aurélio havia trancado o inquérito diante da pendência acerca de como Bolsonaro, investigado, deve ser ouvido pela Polícia Federal, presencialmente ou por escrito.

 

No entendimento de Moraes, a indecisão sobre o formato do depoimento de Bolsonaro não impacta em outras diligências a serem realizadas pela PF.

Com 247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp